ORÇAMENTO:
comercial.laboralprime@gmail.com | contato@laboralprime.com.br
(11) 3582-9535
(11) 94490-0696 (Atendimento 24h)

Segurança do Trabalho

Laboral Prime Serviços

PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

Organização de CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

Elaboração de Laudo de Periculosidade

Elaboração de Laudo de Insalubridade

Elaboração de Laudo Elétrico

Elaboração de Laudo de Avaliação do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (para-raios)

NR 09 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

Esta NR estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação, por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados, do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e conseqüente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que veham exisitr no ambiente de trabalho.

Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – NR 05

As empresas privadas, públicas e orgãos governamentais que possuam empregados regidos pela CLT ficam obrigados a organizar e manter em funcionamento uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA – tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a prevenção da vida e a promoção da saúde do trabalhador.

Atividades e Operações Perigosas – NR 16

Regulamenta as atividades e as operações legalmente consideradas perigosas, estipulando as recomendações prevencionistas correspondentes. Especificamente no que diz respeito ao Anexo n° 01: Atividades e Operações Perigosas com Explosivos, e ao anexo n° 02: Atividades e Operações Perigosas com Inflamáveis, tem a sua existência jurídica assegurada através dos artigos 193 a 197 da CLT.A fundamentação legal, ordinária e específica, que dá embasamento jurídico à caracterização da energia elétrica como sendo o 3° agente periculoso é a Lei n° 7.369 de 22 de setembro de 1985, que institui o adicional de periculosidade para os profissionais da área de eletricidade. A portaria MTb n° 3.393 de 17 de dezembro de 1987, numa atitude casuística e decorrente do famoso acidente com o Césio 137 em Goiânia, veio a enquadrar as radiações ionozantes, que já eram insalubres de grau máximo, como o 4° agente periculoso, sendo controvertido legalmente tal enquadramento, na medida em que não existe lei autorizadora para tal.

Atividades e Operações Insalubres –
NR 15

Descreve as atividades, operações e agentes insalubres, inclusive seus limites de tolerância, definindo, assim, as situações que, quando vivenciadas nos ambientes de trabalho pelos trabalhadores, ensejam a caracterização do exercício insalubre, e também os meios de proteger os trabalhadores de tais exposições nocivas à sua saúde. A fundamentação legal, ordinária e específica, que dá embasamento jurídico à existência desta NR, são os artigos 189 e 192 da CLT.

Serviços em Eletricidade – NR 10

Esta NR fixa as condições mínimas exigidas para garantir a segurança dos empregados que trabalham em instalações elétricas, em sua estapas, incluindo projeto, execução, operação, manutenção, reforma e ampliação e ainda, a segurança de usuários e terceiros.

Elaboração de Laudo de Avaliação do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (para-raios)

Laboral Prime

Segurança do trabalho

Elaboração de Laudo de Avaliação do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (para-raios).

Elaboração de Laudo de Caldeiras e Vasos sob Pressão

Elaboração de Laudo de Avaliação da Exposição Ocupacional às Vibrações

SIPAT - Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho

Avaliação Ergonômica

O laudo de inspeção do sistema de proteção contra descargas atmosféricas – SPDA, trata-se de documento técnico, com registro das inspeções, verificações e medições realizadas no sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) e também do sistema de aterramento elétrico. O seu objetivo é verificar a conformidade com a norma técnica brasileira ABNT NBR-5419 – Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas e a Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego – NR10.

Caldeiras e Vasos de Pressão – NR 13

Estabelece todos os requisitos técnicos-legais relativos à instalação, operação e manutenção de caldeiras e vasos de pressão, de modo a se prevenir a ocorrência de acidentes do trabalho. A fundamentação legal, ordinária e específica, que dá embasamento jurídico à existência desta NR, são os artigos 187 e 188 da CLT.

O Laudo Técnico de Vibrações é uma avaliação quantitativa de exposição às vibrações, sejam elas localizadas ou de corpo inteiro, em pontos determinados pela contratante, conforme anexo nº 8, da NR-15, do MTE.

A sigla SIPAT significa Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho. Isso porque ela representa o período onde são realizadas atividades direcionadas a prevenção de acidentes e doenças ocupacionais. A SIPAT é uma das atividades obrigatórias para todas as Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (CIPA) conforme diz no ítem 5.16 alínea “o” e “p”.

Ergonomia – NR 17

Todas as empresas que exercem atividades que podem colocar a integridade física do trabalhador em risco — como levantamento e transporte de mercadorias ou outros tipos de serviços que exijam um esforço maior do trabalhador — devem entregar uma avaliação ergonômica do trabalho. A AET também pode analisar sobrecarga no pescoço, ombros, dorso e membros tanto inferiores como superiores.